atividades remuneradas, preparação profissional e planejamento. E este planejamento também é importante depois que o dinheiro entra. Para ter uma vida financeira sustentável, é preciso pensar em como gastamos o nosso dinheiro e como investimos o que ganhamos.

Pessoas que conseguem poupar dinheiro normalmente têm um estilo de vida e hábitos que as ajudam a garantir um balanço positivo no final do mês. É preciso disciplina e, algumas vezes, mudanças de atitude. Mas, essas dicas podem te ajudar a garantir uma vida mais rica, em vários sentidos.

Cozinhe sua própria comida

Por que pagar quando Podemos cozinhar nossas próprias refeições, de forma mais saudável e econômica? Ao preparar nossos alimentos Podemos escolher o que mais gostamos, a quantidade correta e ainda preparar e congelar pratos para dias mais corridos. Menos desperdício e mais consciência. Comer fora, só em ocasiões especiais.

Planejamento alimentar

Para não precisar cozinhar todos os dias e poder dedicar o seu tempo a outras atividades a dica é planejar sua alimentação por períodos de 3 a 4 dias ou até uma semana. Com isso, otimiza-se o tempo que dedicamos a esta atividade, as compras e uso dos ingredientes e a escolha por produtos da época, que normalmente são mais baratos, precisam de menos agrotóxicos e estão mais frescos.

100% de aproveitamento

Aquilo que compramos pode ser aproveitado até o final. Isso vale para a pasta de dentes, vidro de azeite, produtos de beleza, alimentos e produtos de limpeza. Antes de descartar as embalagens, certifique-se de que usou tudo o que estava dentro delas.  

Compre usado

Antes de pagar por um produto novo, vale conferir se não existe a possibilidade de encontrar exatamente a mesma coisa em sites de trocas ou de produtos de segunda mão. Às vezes vale mais a pena comprar uma boa peça de brechó do que uma roupa emu ma loja de departamento. O mesmo vale para eletrodomésticos, que muitas vezes são vendidos por seus antigos donos em ótimo estado, e por um preço bem menor. Produtos usados em bom estado são uma compra mais vantajosa.

Escolha qualidade

Valorize a qualidade na hora da compra. Mesmo que custe um pouco mais caro, itens com boa qualidade duram muito mais – e você não precisa comprar por um bom tempo. A qualidade sobrevive a modismos.

Conserte antes de trocar

Quebrou? Antes de jogar fora, pense em como consertar. Arrumar um produto normalmente é mais barato do que comprar um novo. As marcas normalmente têm serviços autorizados. Vale a pena checar sempre a garantia e, se possível, estender este benefício na hora da compra.

Valorize sua rotina

Muita gente acaba perdendo tempo e dinheiro com rotinas que não são assim tão essenciais, como visitas semanais ao salão de beleza ou ao lava-rápido, por exemplo. Antes de incorporar uma atividade à sua rotina, questione a real importância do que você está fazendo, muitas vezes por hábito.

Uma vida mais simples garante mais tempo e equilíbrio. A mesma regra vale para roupas: uma peça clássica e de boa qualidade te poupa muitas visitas às lojas atrás da última moda.  

Curta a sua casa

Ao invés de sair por aí, que tal fazer da sua casa um local perfeito para passar seus dias e estar com amigos? Passear e estar ao ar livre é ótimo, mas quando ficamos em casa economizamos com transporte, alimentação, poupamos nosso tempo e Podemos estar mais à vontade.

Confira a agenda da sua cidade

Muitas cidades oferecem atividades gratuitas muito bacanas, como shows, festivais de cinema, parques para passar o dia, bibliotecas e exposições. Acompanhe as novidades e aproveite para se diverter sem gastar muito.

Menos é mais

Uma casa menor, com menos coisas para cuidar, limpar e arrumar pode ser libertador. Além disso, o dinheiro que você deixa de gastar com a casa, pode ser aplicado para outras possibilidades.

Compartilhe experiências

Estar com pessoas que compartilham da sua opção por um modo de vida mais simples te ajuda a manter atitudes financeiramente sustentáveis mesmo em grupo. Converse com quem consegue manter a qualidade de vida sem gastar dinheiro, troque dicas e compartilhe experiências.

Informe-se sobre dinheiro

Conhecer boas opções de investimento, acompanhar ons indicadores econômicos e pedir conselhos a especialistas pode ter ajudar a fazer o dinheiro que você poupa render mais.

Pense a longo prazo

Não limite suas contas ao próximo mês. Pense no que quer alcançar no próximo ano o una próxima década. Isso permite um planejamento mais estimulante, com objetivos maiores, e te ajuda a enfrentar momentos de crise. Uma visão mais ampla é importante para manter a disciplina e colocar as coisas na balança.

Olhe para as suas possibilidades

Não gaste mais do que pode pagar. Está é uma regra básica, mas muitas vezes difícil de manter, especialmente quando somos seduzidos por promoções ou ofertas de crédito. Mas é importante fazer as contas e ter em mente o quanto você tem disponível para cada momento. Isso te ajuda a fugir de compras por impulso e de dívidas no futuro.

Ninguém nasce consumindo

Dá para saber muito sobre os hábitos de consume de uma família pela quantidade de coisas que eles compram para crianças. O consumismo não precisa fazer parte da vida dos pequenos. As crianças não nascem com esta expectativa e podem aprender desde cedo a valorizar outras experiências como brincadeiras ao ar livre e momentos especiais com as pessoas que amam. A imaginação pode ser mais divertida do que brinquedos caros.

Mexa-se

Antes de se matricular em uma academia cara ou gastar fortunas com equipamentos de ginástica, que tal correr no parque, praticar um esporte coletivo, pedalar por aí ou encontrar grupos de yoga ou combinar treinos com amigos da vizinhança.

Tecnologia faz bem

A tecnologia está aí para facilitar a nossa vida, otimizar nosso tempo e resolver problemas. Mas, muita gente se torna escrava das atualizações, procurando estar sempre com a última versão do smartphone na mão, comprando relógios com recursos que não usam ou trocando aparelhos que ainda funcionam perfeitamente bem. Antes de substituir seus eletrônicos, pergunte-se se a troca é realmente necessária.

Carro novo?

Carros são sinônimo de gastos. Impostos, manutenção, combustível, estacionamento e, algumas vezes, multas. Quando pensamos no alto valor dos automóveis, paramos para pensar se é realmente necessário usar este meio de transporte individual – que também é responsável por poluir o ar que respiramos.

Caso seja inevitável, vale a reflexão sobre o tempo que ficamos com o carro, a necessidade de trocar de automóvel constantemente e sobre o papel que este produto tem na nossa vida. Sua função é ser útil e não uma fonte de status.

Compre no atacado

Pode parecer um contrassenso, mas comprar em grandes quantidades faz parte dos hábitos de pessoas que economizam. Isso porque o valor pago por unidade acaba caindo e você economiza também nas outras etapas que envolvem a compra como ir até o Mercado, estacionar e também gastar seu tempo. Vale lembrar que nestes casos é importante prestar atenção ao prazo de validade dos produtos.

Clubes de descontos e liquidações também são bem vindos, desde que a compra seja realmente necessária.

Relaxe

Quando você se afasta da lógica consumista, e das dívidas, ansiedade e stress que vem com este estilo de vida (e seus boletos), você relaxa mais e desfruta melhor o momento presente. Com o tempo, você vai aprendendo que pequenas atitudes te ajudam a poupar dinheiro e, consequentemente, se preocupar menos com isso.

E, com mais tranquilidade, você consegue se dedicar melhor ao que te faz bem, e ao que te faz ganhar dinheiro também.

ciclovivo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.