O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que publicaria um decreto na terça-feira suspendendo o imposto sobre o óleo diesel, uma medida que visa aplacar os caminhoneiros que ameaçam fazer greve, enquanto fontes disseram à Reuters que o governo aumentará os impostos sobre os bancos para compensar a receita perdida .

Em um vídeo postado nas redes sociais na segunda-feira, Bolsonaro disse que o decreto suspenderia o chamado PIS / Cofins sobre o diesel e os impostos sobre o gás de cozinha por dois meses.

“Os decretos devem ser publicados amanhã cedo para zerar os impostos federais de gás de cozinha e PIS / COFINS para o diesel por 2 meses”, disse.

O presidente reconheceu que o governo precisaria compensar a perda de receita de outra forma, sem especificar como.

“Teremos que tirar de algum lugar.”

Duas pessoas com conhecimento do assunto, que falaram sob condição de anonimato, disseram que o governo planeja aumentar o imposto sobre o lucro líquido dos bancos de 20% para cerca de 23% para compensar a receita perdida.

As ações de bancos brasileiros caíram na tarde de segunda-feira, depois que o jornal O Globo noticiou pela primeira vez a mudança na política tributária. O governo também planeja acabar com algumas isenções fiscais para veículos e produtos petroquímicos, disse o jornal.

Bolsonaro havia prometido uma redução no preço do diesel, cortando os impostos federais sobre o combustível, após ameaças de que os caminhoneiros entrariam em greve. Isso custaria 3,6 bilhões de reais (US $ 640 milhões) neste ano.

O gabinete de Bolsonaro dirigiu perguntas sobre o possível aumento de impostos bancários ao Ministério da Economia, que não respondeu a um pedido de comentários.

As ações dos maiores bancos ampliaram as perdas no final da tarde, após a reportagem de O Globo. As ações preferenciais do Itaú Unibanco Holding SA fecharam em queda de 3% a 24,90 reais, e as ações preferenciais do Bradesco perderam 3,3%, a 22,24 reais. As unidades do Banco Santander Brasil caíram 1,2% para R $ 37,09.

($ 1 = 5,6228 reais)

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier no Rio de Janeiro, Ricardo Brito e Isabel Versiani em Brasília e Paula Laier e Tatiana Bautzer em São Paulo; Edição de Jonathan Oatis e Peter Cooney

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Reuters

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.