Imagens mostram suspeito de assaltar escola entrando e saindo do local; 4 professoras foram roubadas

67

Roubo aconteceu em um colégio municipal de Piraquara; homem estava armado e foi até a sala dos professores.

Imagens de câmeras de segurança mostram o suspeito de assaltar uma escola municipal em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, entrando e saindo do local.

Quatro professoras estavam no colégio e foram roubadas pelo homem. A situação aconteceu na segunda-feira (29), por volta das 18h30.

De acordo com o relato das vítimas, o criminoso entrou na sala dos professores perguntando se havia vagas para creche, o que acabou gerando suspeita entre as vítimas, pois a escola atende o ensino fundamental durante o dia e a Educação Jovens e Adultos (EJA) à noite.

Quando ele chegou, o portão do colégio estava encostado, porque os alunos do turno da noite já iriam chegar. O homem passou pelo pátio do colégio para, então, chegar à sala dos professores. Nas imagens, é possível ver que ele foi até a escola de bicicleta.

O suspeito estava armado e levou os celulares das vítimas, segundo as professoras. Uma delas, grávida de oito meses, passou mal.

“Ficamos em pânico. Todas nós fomos no dia seguinte para o hospital, só a professora grávida que foi no dia. Foi receitado calmante, porque a gente ficou muito desesperada. A gente está com muito medo de voltar a trabalhar à noite. Trabalhamos só em mulheres. Então, a gente reivindica que o vigia volte para a escola”, afirmou uma das professoras, que não quis se identificar.

O vigia, conforme essa professora, foi retirado pela Secretaria Municipal de Educação. Ela ainda afirmou que são alvos vulneráveis.

A direção do colégio disse que o sistema de câmeras de segurança e o portão eletrônico foram comprados pelos funcionários, com dinheiro arrecadado em festas.

Até a publicação desta reportagem, ninguém tinha sido preso.

O que diz a prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Piraquara informou que dispõe do serviço de vigilância patrimonial em todas as unidades de ensino do município e que a guarda presencial e monitorada ocorre fora do horário de funcionamento.

Além disso, a administração municipal afirmou que a Secretaria de Educação tomou as providências cabíveis junto aos órgãos de Segurança Pública e que solicitou o apoio da Polícia Militar (PM) para reforçar o policiamento na região.

G1PR

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.