Replantio é o maior já realizado no município e conta com a instalação de placas educativas em toda a extensão da praia para auxiliar na conscientização, visando recuperar a área atingida pela ressaca

Balneário Piçarras iniciou o replantio da restinga ao lado do Molhe Norte, no trecho que foi destruído pela ressaca marítima do mês de julho. Ao todo serão plantadas 9 mil mudas de oito plantas nativas, tornando este o maior projeto de reflorestamento da cidade até agora.

O trecho que recebe a recuperação da restinga compreende uma área de 200 metros de extensão e conta com 8 mudas por metro quadrado. Auxiliando na conscientização da preservação da restinga, a Fundação do Meio Ambiente também instalou 100 placas educativas sobre a fauna e flora nativa.

As oito espécies plantadas são nativas da região, sendo elas: Cacto palma (Opuntia monacantha), salsa de praia (Ipomoea pes-caprae), feijão de praia (Sophora tomentosa), pitangueira (Eugenia uniflora), feijão-da-praia (Canavalia rosea), aroeira (Schinus terebinthifolius), capim de praia (Spartina ciliata) e rosetão de praia.

“Este é o maior replantio já realizado em Balneário Piçarras e com grande densamento, favorecendo um rápido desenvolvimento. A expectativa é que no início do próximo inverno, quando exite forte tendência de ressacas, a vegetação da restinga esteja recuperada e contribua com a proteção da contra a erosão costeira, evitando danos a estrutura pública”, explica o Presidente da Fundação do Meio Ambiente, Marcos Zaleski.

Para auxiliar na preservação da restinga, o trecho foi delimitado por palanques de eucalipto e corda para evitar a circulação de pessoas na área replantada, mantendo abertos, apenas os acessos a praia. Outra ação que auxilia na conscientização para a preservação da restinga é a instalação de placas educativas sobre a fauna e flora nativa em toda a extensão da praia.

“Toda a extensão da avenida beira-mar e as rampas de acesso à praia receberam placas que apresentam aos moradores e turistas os benefícios de cada espécie nativa e a importância delas para a preservação da orla de Balneário Piçarras”, conta Marcos.

As medidas fazem parte do projeto “Restinga Preservada, Nossa Praia Protegida”, uma iniciativa que busca a preservação da vegetação por meio de ações de conscientização e preservação, replantio, materiais gráficos e placas indicativas na praia.

Adjorisc

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.