Lucas Cainan, jovem surfista nativo da Ilha do Mel é campeão de circuito em Santa Catarina

102

Destaque nos campeonatos do Sul e Sudeste do país, o jovem, que é nativo da Ilha do Mel-PR, tem apenas 16 anos e surfa desde criança. Lucas herdou do pai o amor pelas ondas e aos 10 anos já participava de competições. “Minha mãe é de Curitiba e meu pai é nativo da Ilha, eu nasci em Curitiba, mas cresci na Ilha do Mel e comecei a surfar por influência do meu pai” diz Lucas.

Sobre viver na paradisíaca Ilha do Mel, cercado de natureza e belas paisagens, o garoto conta que teve uma ótima infância e relembra os seus lugares favoritos para o surf com os amigos, a Paralelas e o Canto da Vó.

“A paralelas é uma praia com ondas que permite várias manobras por isso é muito bom, e o Canto da Vó tem muitos tubos que nos permite desenvolver nas manobras”, explica Lucas.

O atleta conta que o cenário do surf na Ilha do Mel é bom, que tem ótimos atletas e que muitos de seus amigos surfam, alguns até são atletas profissionais, mas que falta investimento e patrocínio.

“Temos bons atletas, mas as marcas do surf não investem, se houvesse oportunidade para os nativos da ilha garanto que iriam surgir grandes atletas, esperamos que agora com o esporte se tornando olímpico as empresas possam ver o surf com melhores olhos”, destacou o atleta.

O atleta que tem como ídolos Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toleto e Yago Dora, conta que começou a sonhar em se tornar surfista profissional quando venceu o primeiro Campeonato Paranaense, desde então diversos outros títulos vieram.

“Já fui quatro vezes campeão do Paranaense de Surf, fui campeão da sub-16, no Circuito Surf Talentos Oceano na praia do Campeche, em Florianópolis (SC), participei também da segunda etapa do Campeonato Paranaense de Surf Amador, em Matinhos e fui campeão na sub-18, vice campeão na sub-16 e vice campeão na open”, comemorou Lucas.

O jovem, que se divide entre os treinos e a escola, treinando no período da manhã e estudando a tarde, se prepara agora para participar do primeiro campeonato de piscina de ondas artificiais da história do surf brasileiro, integrando o Rip Curl Grom Search e já sonha em participar dos jogos olímpicos.

“Desde quando fiquei sabendo que o surf iria entrar nas olimpíadas, tenho o sonho de participar, e de ganhar e poder levar a bandeira do meu País lá no topo, vamos trabalhar com muita força de vontade para chegar a esse nível”, disse o atleta.

A história de Lucas Cainan não é diferente da de outros atletas brasileiros, e mesmo com tantos títulos ainda é difícil conseguir patrocínio. Agora morando em Santa Catarina, ele e a família saíram da Ilha do Mel e foram para Florianópolis em busca de mais visibilidade dos patrocinadores e de melhores ondas.  Lucas sonha em participar de campeonatos pró Júnior e fazer algumas viagens, mas para isso precisa conseguir patrocínio.

Mais informações podem ser obtidas por meio do instagram: https://www.instagram.com/ostra_viva/

*Karina Mancini/Redação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.