Fazenda de ostras em Guaratuba fortalece a economia e fomenta o turismo local

825
Fotos: Arquivo pessoal

O litoral paranaense abriga um paraíso gastronômico conhecido como Rota das Ostras. O local fica na estrada do Cabaraquara, um pequeno povoado situado na Baía de Guaratuba e é composto por uma fazenda de ostras e cinco restaurantes especializados no molusco mais requintado do mundo.

Hamilton de Moura Kirchner, natural de Brasília-DF, há 30 anos vive no litoral paranaense. Ele e a família, foram os pioneiros no cultivo de ostras da região e hoje são empresários e proprietários da fazenda de ostras e do restaurante Ostra Viva.

“ O trabalho começou em 1996 com o cultivo de ostras. Nós precisávamos melhorar a renda familiar e a melhor opção foi o cultivo, que era o que mais se adequava à região”, disse o empresário.

Atualmente já existem outros cultivadores na Baía de Guaratuba, que ficou conhecida nacionalmente por produzir as melhores ostras do país. A técnica em Meio Ambiente Zamara León explica que as ostras são utilizadas como indicadores da qualidade da água porque absorvem todas as impurezas.

“O local de cultivo não pode ter água poluída, quanto mais limpa ela for, melhor a qualidade das ostras no local. Como o município faz parte de uma região de preservação ambiental conhecida como APA de Guaratuba e tem as águas mais limpas do litoral paranaense, tem o potencial de produzir ostras de primeira qualidade”, destacou Zamara.

Ao promover a criação de novas fontes de renda e gerar emprego para as comunidades da região, o cultivo de ostras foi um grande transformador sócio econômico para o local que vivia quase exclusivamente da pesca e hoje tem um dos maiores potenciais econômicos do litoral paranaense.

“Nós empregamos várias famílias, que até já até abriram seus próprios restaurantes. Hoje já tem 5 ou 6 restaurantes na região que oferecem pratos com ostras. Eles estão se especializando e melhorando a cada dia, tornando a região do Cabaraquara um ponto turístico e fortalecendo a economia local, as pessoas têm vindo semanalmente para aproveitar os pratos dos restaurantes”, explicou Hamilton.

A maioria dos funcionários da fazenda de ostras e o restaurante Ostra Viva, são moradores locais, mas Hamilton conta que os restaurantes da região já estão contratando pessoas de praias próximas, “o cultivo de ostras e os restaurantes especializados estão gerando muitos empregos, acredito que aqui no Ostra Viva nós geramos cento e cinquenta empregos diretos, sem contar os indiretos”, completou.

 Uma das atrações para os visitantes do restaurante Ostra Viva, é conhecer a fazenda de ostras e ver como funciona o cultivo.

“Durante a pandemia ficamos parados por bastante tempo, mas assim que retornamos o movimento voltou com bastante força. Na alta temporada o movimento no restaurante é intenso diariamente e na baixa temporada o movimento é bem intenso aos finais de semana.

O cardápio é bem variado, oferecendo desde pratos mais gourmetizados até pratos tradicionais que valorizam a cozinha regional. Cada restaurante tem uma peculiaridade, mas todos oferecem uma ótima comida. A cidade de Guaratuba só ganhou com o cultivo de ostras nesses mais de vinte anos”, finalizou o empresário Hamilton Kirchner.

Visitar Cabaraquara é sem dúvida uma experiência única aos visitantes do litoral paranaense, que podem desfrutar dos sabores e da beleza local nos restaurantes da Rota das Ostras, especializados nesse molusco tão requintado, sorte dos paranaenses.

Para mais informações basta entrar em contato por meio do Instagram, segue lá: https://www.instagram.com/ostra_viva/

*Karina Mancini/Redação

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.