Referência em tiro esportivo, Carlos Garletti é personagem do podcast da Paraná Esporte

26

Carlos Garletti iniciou no tiro esportivo como um hobby, ainda no processo de recuperação de um acidente. Sua história após isso tomou grandes proporções: foi para três Paralimpíadas e passou a ser conhecido como um dos maiores da modalidade na América Latina. O atleta, de Ponta Grossa, narra sua trajetória, desafios e conquistas no podcast da Paraná Esporte dessa semana.

O projeto da Superintendência Estadual do Esporte começou em 2020 e já tem 16 episódios publicados. Eles contam a histórias de competições, ações esportivas que mudam a vida das pessoas e, principalmente, propiciam um encontro com atletas, técnicos e profissionais cujas carreiras são inspiradoras.

A ideia é aproximar cada vez mais o público dos esportistas paranaenses e dar continuidade ao trabalho e ações do Governo do Estado nesta área, mesmo durante a pandemia.

SEGUNDA TEMPORADA –O episódio anterior foi com Fernando Barbosa, que representa o Programa Geração Olímpica. Treinador do arremesso de peso e do lançamento de disco, orientou atletas que medalharam nas Paralimpíadas. No bate papo, falou sobre desafios da modalidade e a experiência mais recente de sua carreira. Também participaram a judoca Meg Emmerich, que disputou as Paralimpíadas de Tóquio; Paulo Turci, árbitro paranaense que apitou a final das Olimpíadas de Tóquio no vôlei masculino, partida rendeu o ouro inédito para a seleção francesa; Rhony Ferreira, da ginástica artística; Tatiane Raquela da Silva, do atletismo; e Clodoaldo Silva, um dos grandes personagens do esporte nacional.

PRIMEIRA TEMPORADA – Na primeira temporada do programa, disponibilizada em 2020, foram seis episódios. Participaram Ágatha Bednarzuk, atleta olímpica do vôlei de praia que também participou nos Jogos de Tóquio; Zé da Cufa, presidente da Central Única das Favelas; Clodoaldo Zafatoski, atleta de esgrima, e Marcelo Nunes Monteiro, diretor de Esporte da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP).

Também colaboraram personagens como Renata Pozzi, coordenadora do projeto Maestro da Bola; Rolando Ferreira, ex-jogador de basquete da Seleção Brasileira e primeiro brasileiro a jogar na NBA; e Leandro Vargas, coordenador pedagógico do curso de especialização em Gestão Pública do Esporte da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

AEN

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.