Presos fazem buraco em alambrado de solário e fogem da cadeia de Alto Paraná

33

Cadeia foi projetada para abrigar 16 presos, mas estava com 95 antes da fuga. Onze detentos conseguiram escapar.

Onze presos fugiram da cadeia de Alto Paraná, no noroeste do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (11).

Segundo a Polícia Civil, os fugitivos serraram cadeados, abriram as grades e acessaram o solário. Depois disso, eles fizeram um buraco no alambrado e desceram o muro com uma corda feita com cobertores.

Dos onze fugitivos cinco foram presos em uma operação deflagrada no dia 25 de setembro. Na época, foram cumpridos 57 mandados de prisão em uma operação contra uma quadrilha especializada em tráfico de drogas, homicídios e roubos em várias cidades do Paraná.

O delegado Dimitri Tostes afirma que a superlotação foi um dos principais motivos da fuga. Essa foi a terceira fuga registrada na carceragem neste ano.

“A realidade carcerária do Paraná é uma das piores do Brasil. Faltam presídios, faltam agentes penitenciários e sobram presos. Essa ausência de estrutura sobra para a Polícia Civil que tem como atribuição investigar. Estamos guardando preso em um local totalmente insalubre, superlotado e sem estrutura alguma”, diz.

A carceragem foi projetada para abrigar 16 presos, mas estava com 95 antes da fuga.

Por volta das 12h30, a polícia informou que recapturou dois presos.

Por nota, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESP) disse que está em andamento a construção e ampliação de 15 unidades prisionais, algumas já em execução, que vão gerar mais de 7,8 mil novas vagas para todo o Paraná.

A nota informou ainda que o Estado busca junto ao Poder Judiciário, a realização de mutirões carcerários que visem à análise dos processos de presos que, eventualmente, já possuam direito a progressão de pena ou outro benefício, diminuindo o número de detentos nesses espaços destinados a custódia provisória.

Cadeia de Alto Paraná está superlotada — Foto: Reprodução/RPC

Cadeia de Alto Paraná está superlotada — Foto: Reprodução/RPC

G1

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.