Conheça a primeira mulher que atua no treinamento de cães policiais do Bope

11

O treinamento e o trabalho com os cães policiais que atuam no combate ao crime no Paraná ganhou um reforço especial. Com a chegada da soldado Angélica Aparecida Chuede, pela primeira vez uma mulher passa a fazer parte da Companhia de Operações com Cães (COC) do Batalhão de Operações Especiais (Bope), grupo de elite da Polícia Militar.

Formada em Medicina Veterinária, a soldado chegou a trabalhar na área, mas fez concurso para a PM e largou a profissão. Já formada como policial, em 2015 ela foi para o 27º Batalhão, em União da Vitória, de onde saiu em busca de seu sonho de ingressar no Bope.

Ao ser aprovada, a soldado fez 35 dias de estágio no Bope e depois mais 60 dias na Companhia de Operação com Cães, focada na cinotecnia – ciência que estuda a anatomia, comportamento, treinamento e outros aspectos dos cachorros. Lá, ela se destacou e consegui até elogios do capitão Zancan, que é comandante do COC. “Na conclusão do estágio ela [Chuede] teve uma das melhores notas dos últimos tempos”, disse o capitão.

Quem também passou por um intenso treinamento foi Hunter, o cão pastor-holandês da soldado, que tem cerca de um ano e tudo para ser um ótimo cão de faro. “Ele [Hunter] apresenta todas as características que precisamos para o trabalho, e ao lado da soldado Chuede trará bons resultados à Polícia Militar”, afirmou Zancan.

Soldado Chuede e um dos cães do Bope. Foto: Divulgação PMPR/Soldado Amanda Morais.

TribunaPr

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here