Mais de sete mil pessoas são atingidas por temporal no Paraná

602

Chuva, vendaval e granizo causaram danos em nove cidades nesta quinta-feira (30), de acordo com a Defesa Civil. Bebê de oito meses morreu, em Guarapuava.

Mais de sete mil pessoas foram atingidas no Paraná no temporal que caiu em algumas cidades nesta quinta-feira (30), principalmente durante a madrugada e o início da manhã. Esse número foi informado pela Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil, por volta das 11h.

Um bebê de oito meses morreu em Guarapuava, na região central do estado, ao ser arrastado pela enxurrada.

As cidades que tiveram danos por causa da tempestade foram:

  • Curitiba
  • Rio Branco do Sul (Região Metropolitana de Curitiba)
  • Colombo (Região Metropolitana de Curitiba)
  • Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba)
  • Piraquara (Região Metropolitana de Curitiba)
  • Quatro Barras (Região Metropolitana de Curitiba)
  • São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba)
  • Guarapuava (região central do Paraná)
  • União da Vitória (região sul do Paraná)

Casas foram destelhadas, árvores caíram e ruas ficaram alagadas. Milhares de pessoas ficam sem luz, e houve ainda falta de água. Em Curitiba, o trânsito ficou complicado pela manhã.

Além da chuva, granizo e ventos fortes foram registrados.

Árvore que caiu no Centro de Curitiba com a chuva desta quinta-feira (30) — Foto: Denilson Beltrame/RPC

Árvore que caiu no Centro de Curitiba com a chuva desta quinta-feira (30) — Foto: Denilson Beltrame/RPC

O município mais atingido, de acordo com a Defesa Civil, foi Rio Branco do Sul. Duas mil pessoas foram afetadas pelo temporal, e 500 casas foram danificadas.

Em Pinhais, 400 residências tiveram danos. Segundo a Defesa Civil, 1,6 mil pessoas tiveram problemas por causa da chuva.

Lonas estão sendo distribuídas pela Defesa Civil para as pessoas que tiveram as casas destelhadas.

Casa onde o bebê que morreu, depois de ser arrastado pela chuva, morava em Guarapuava — Foto: Murilo Souza/RPC

Casa onde o bebê que morreu, depois de ser arrastado pela chuva, morava em Guarapuava — Foto: Murilo Souza/RPC

Chuva e rajadas de ventos

Na capital paranaense, conforme o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), os ventos chegaram a 79 km/h. O registro foi de 11 milímetros de chuva durante 15 minutos.

Os momentos em que mais teve chuva foram por volta das 2h e por volta das 6h, de acordo com o Simepar e a Defesa Civil .

Em Guarapuava, choveu 30 milímetros em 15 minutos.

Os dados do Simepar mostraram que em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, foram 28 milímetros de chuva durante 45 minutos, com rajada de ventos de 64 km/h.

Cama elástica foi parar em cima de poste em Curitiba — Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

Cama elástica foi parar em cima de poste em Curitiba — Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo

Sem luz

Mais de 90 mil unidades consumidoras ficaram sem luz em Curitiba nesta manhã, segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel). Pouco antes das 11h, o número tinha caído para 13,2 mil.

A Copel informou que equipes da companhia estão nas ruas da capital e da Região Metropolitana desde o início da manhã para reparar os estragos causados pela chuva e pelo vento.

Alguns municípios da Região Metropolitana também ficaram sem energia. Conforme a Copel, em São José dos Pinhais, 9,5 mil imóveis estavam com falta de luz por volta das 11h.

No mesmo horário, Piraquara tinha 2,7 mil unidades consumidoras sem energia. Em Piraquara, eram 1,2 mil imóveis com o mesmo problema.

Previsão do tempo

Segundo o Simepar, a previsão é de que a chuva continue nesta quinta-feira e também nos próximos dois dias.

G1

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.