Projeto da Portos do Paraná tem foco na vida profissional de jovens que vivem nas ilhas

59
Portos do Paraná promove projeto “Trilhas do Amanhã” em comunidades ilhadas - Foto: Pierpaolo Nota/Portos do Paraná

A Portos do Paraná deu início nesta semana ao projeto “Trilhas do Amanhã”, promovido em parceria com a rede estadual de ensino. Voltado para jovens moradores das ilhas do Litoral, inclui palestras, capacitações e oficinas que preparem os estudantes do ensino médio para o mercado de trabalho.

“A ação faz parte do nosso Programa de Educação Ambiental e contempla alunos que moram nas ilhas que ficam na área de abrangência dos portos de Paranaguá e Antonina. Os conteúdos são pensados com foco na vida profissional, como oratória, diagramação de texto e produção de conteúdo, por exemplo”, explica a bióloga e integrante do projeto, Jaqueline Dittrich.

A primeira atividade aconteceu na Ilha do Mel, na Praia de Encantadas. Quinze estudantes participaram de uma conversa inicial que ajudou a equipe da Portos do Paraná a entender as demandas e dificuldades dos jovens.

“O papel do projeto é apresentar possibilidades para a vida profissional e pessoal, valorizando a cultura local e permitindo que eles pensem no futuro e no potencial econômico e turístico das ilhas em que vivem”, contou o palestrante Tiago Mafra.

A aluna Luíza Cavalcante de Castro Gonçalves, de 17 anos, já sabe que quer ser psicóloga e aproveitou a conversa para pensar em como atuar na comunidade. “Este bate-papo me ajudou a refletir sobre como posso contribuir na construção de uma comunidade maior, mais ampla. Sem esquecer da nossa cultura, do que veio dos nossos antepassados, da história caiçara”, disse.

Natália Medeiros da Silva, de 17 anos, que cursa o 3º ano do ensino médio, também avaliou a conversa como positiva. “Foi algo novo, perguntaram o que precisamos, o que sentimos. Nada foi imposto, eles ouviram nossa opinião”, contou.

João Paulo Cândido Henrique, professor de biologia, química e ciências, destacou o papel do porto na vida dos estudantes. “É muito importante ter o porto presente, interagindo com os alunos. Essa conversa é um frutinho que nasce e amadurece na cabeça desses jovens, que começa a dar mais esperança para eles. Quando conversam com gente diferente, seja de qualquer área, vão ampliando seu leque de opções profissionais. Isso é muito positivo”, comemorou.

O “Trilhas do Amanhã” segue a sequência de conversas e apresentações na escola de Encantadas. Em breve, o projeto será iniciado na escola da Ilha de Amparo.

AEN

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.