O professor do Colégio Estadual Emílio de Menezes, em Curitiba, Marcelo Inocêncio Pereira Costa, está entre os 50 finalistas de 3761 educadores de todo o Brasil que se inscreveram no Prêmio Educador Nota 10 .

A honraria é a mais importante da Educação Básica Brasileira. Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da Educação Infantil ao Ensino Médio, coordenadores e gestores escolares de todo o país que fazem ações pedagógicas e fortalecem o ensino e o aprendizado dos alunos.

EDUCAÇÃO FÍSICA E AUTONOMIA – O professor Marcelo é um dos indicados a finalista pelo seu trabalho de exercícios físicos, alongamentos, ioga e autonomia ao aluno durante às suas aulas. “Vi uma oportunidade de usar minha disciplina como ferramenta para melhorar o desempenho dos alunos e deu muito certo”, conta

“Desafiei meus alunos a se espalharem pela escola e identificarem espaços onde seria possível praticar diferentes esportes e exercícios. Além de assumirem o protagonismo, os alunos redescobriram a escola e tiveram um ótimo desempenho”, explica o professor. 

Marcelo incentivou a participação ativa e o desenvolvimento de atitudes protagonistas. Pediu que os estudantes se dividissem em grupos de até 10 integrantes e elegessem um “novo” esporte de possível estudo e prática no espaço escolar.

Daí em diante, os alunos se colocaram no papel do professor: pesquisaram, desenharam esquemas, planejaram, juntaram materiais e passaram conhecimentos aos demais colegas durante as aulas.

Assim, todos tiveram contato com modalidades esportivas como atletismo, boliche, vôlei e tênis de praia, tênis de mesa, badminton e atividades como slackline e ioga. A proposta do professor repercutiu de forma tão positiva na escola que a área de Educação Física revisou o currículo para ampliar a oferta de práticas da cultura corporal de movimento.

O PRÊMIO – Uma comissão selecionadora, composta por profissionais da Educação especialistas nas diversas disciplinas analisa todos os trabalhos recebidos e, entre eles, são escolhidos os 50 finalistas, dos quais dez são escolhidos os Educadores Nota 10 e entre eles, o Educador do Ano. 

SEGUNDA VEZ COMO FINALISTA – O professor conta que essa é a segunda vez que é finalista do Prêmio. Na primeira vez, em 2017, ele foi também um dos finalistas graças ao seu projeto de Educação Física aliado ao Ioga. Agora, além de ioga, outros esportes também fizeram parte do seu projeto e lhe garantiram novamente uma indicação.

Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.