Na segunda-feira, o total de infectados chegava a 66.501, com 4.543 mortes confirmadas.

BRASÍLIA – O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 71.886 e o total de mortes chega a 5.017. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta terça-feira. No último balanço do governo, na segunda-feira, o total de infectados chegava a 66.501, com 4.543 mortes confirmadas.

Este é o maior número de mortes por Covid-19 já registrado em um único dia desde o início da epidemia no Brasil. Em comparação com ontem, a quantidade subiu 10,4%, com 474 óbitos notificados.

Em relação ao número de casos conformados, esta é a segunda maior quantidade registros em 24 horas no país. De segunda para terça-feira, foram mais 5.385 casos novos da doença, um crescimento de 8,1% de segunda para terça.

Os cinco estados com o maior número de casos confirmados são: São Paulo (24.041), Rio de Janeiro (8.504), Pernambuco (5.724), Ceará (6.918) e Amazonas (4.337).

Em número de óbitos, os cinco estados a liderarem esse ranking são: São Paulo (2.049), Rio de Janeiro (738), Pernambuco (508), Ceará  (403) e Amazonas (351).

Levando em consideração às regiões, o Sudeste tem 50,2% dos casos notificados no Brasil até o momento: são 36.068. Em seguida aparece o Nordeste, com 28,7% e 20.665 casos. Depois vem Norte, com 12,2% e 8.745 casos; Sul, com 5,6% e 4.033 casos; e Centro-Oeste, com 3,3% e 2.375 casos.

Operário trabalha na construção de novos blocos de gaveta no cemitério de Irajá, na Zona Norte, para atender o aumento da demanda de sepultamentos gerado pelo surto do novo coronavírus no Rio de Janeiro Foto: RICARDO MORAES / REUTERS
Operário trabalha na construção de novos blocos de gaveta no cemitério de Irajá, na Zona Norte, para atender o aumento da demanda de sepultamentos gerado pelo surto do novo coronavírus no Rio de Janeiro Foto: RICARDO MORAES / REUTERS
Cemitérios do Rio de Janeiro, como o de Irajá, avançam em obras para ampliação da capacidade de sepultamentos frente ao aumento de óbitos durante a pandemia do novo coronavírus Foto: RICARDO MORAES / REUTERS
Cemitérios do Rio de Janeiro, como o de Irajá, avançam em obras para ampliação da capacidade de sepultamentos frente ao aumento de óbitos durante a pandemia do novo coronavírus Foto: RICARDO MORAES / REUTERS

O índice estimado de recuperados caiu cerca de 10 pontos percentuais desde 20 de abril. Naquela data, 56,7% dos diagnosticados haviam se curado. Agora, são 45%, segundo dados do boletim do Ministério da Saúde desta terça-feira, que ainda estão sujeitos à revisão.

A pasta informou que, entre os 71.886 diagnosticados, 5.017 morreram (7%) e 34.325 estão em acompanhamento (48%). Também há 1.156 óbitos em investigação para verificar se a causa da morte foi a Covid-19.

Veja dados por UF

AC: 311 casos e 16 óbitos

AL: 777 casos e 36 óbitos

AM: 4.337 casos e 351 óbitos

AP: 918 casos e 28 óbitos

BA: 2.540 casos e 86 óbitos

CE: 6.918 casos e 403 óbitos

DF: 1.213 casos e 28 óbitos

ES: 1.874 casos e 64 óbitos

GO: 661 casos e 27 óbitos

MA: 2.528 casos e 145 óbitos

MG: 1.649 casos e 71 óbitos

MS: 240 casos e 9 óbitos

MT: 261 casos e 11 óbitos

PA: 2.262 casos e 129 óbitos

PB: 633 casos e 53 óbitos

PE: 5.724 casos e 508 óbitos

PI: 408 casos e 21 óbitos

PR: 1.271 casos e 77 óbitos

RJ: 8.504 casos e 738 óbitos

RN: 857 casos e 48 óbitos

RO: 413 casos e 11 óbitos

RR: 425 casos e 6 óbitos

RS: 1.286 casos e 45 óbitos

SC: 1.476 casos e 44 óbitos

SE: 280 casos e11 óbitos

SP: 24.041 casos e 2.049 óbitos

TO: 79 casos e 2 óbitos

Fonte: Ministério da Saúde, notificações até as 14h de 28/04/2020.

O Globo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.