Na manhã desta terça-feira (18), a vítima realizou o exame de corpo de delito no IML

Uma jovem, de 26 anos, foi espancada por um homem após ser chamada de travesti, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, no domingo (16). Ela havia parado em um posto de combustíveis para abastecer o carro e, ao descer do veículo, foi chamada de “traveco” pelo agressor. Ao enfrentar o homem, eles entraram em luta corporal, mas a vítima ficou com o rosto todo machucado.

Tia da vítima, que não será identificada, contou à Banda B que a sobrinha estava com a namorada quando parou para abastecer. “Quando ela desceu do carro, o cara chamou ela de ‘travecão’. Então ela afrontou ele e, quando fez isso, ele desceu do carro e ‘voou’ nela. Então os dois começaram a lutar, ele jogou ela no chão, começou a bater nela. Ninguém socorreu. A namorada saiu do carro e acertou a cabeça do homem com uma cadeira. Ele deixou o rosto da minha sobrinha todo roxo”, descreveu.

Mãe indignada

A mãe, indignada pelo que aconteceu com a filha, disse que o agressor estaria alcoolizado. “A cada momento vou estar super nervosa. O que uma mãe pode sentir diante de uma situação dessa? Um cara louco, bêbado, dirigindo. Além de bater na minha filha, poderia ter matado uma pessoa”, disse.

Banda B

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.