Depois de um ano e meio afastado, vereador réu na ZR3 vai reassumir cargo

20

Justiça revogou medida cautelar que determinava afastamento de Mário Takahashi (PV) das funções parlamentares. Vereador deve reassumir cargo na sessão de quinta-feira (13).

A Justiça revogou a medida cautelar que afastava o vereador Mário Takahashi (PV), réu na Operação Zona Residencial 3 (ZR3), da função. A Câmara de Vereadores de Londrina, no norte do Paraná, foi notificada da decisão na tarde de terça-feira (11) e o parlamentar deve reassumir o cargo na sessão de quinta-feira (13).

Takahashi está afastado do Legislativo Municipal desde 24 de janeiro de 2018 após a deflagração da operação do Ministério Público do Paraná (MP-PR). Ele foi proibido de entrar na Casa, na prefeitura e ter contato com os investigados e testemunhas da ação.

Ele é réu por corrupção passiva e organização criminosa no processo que apura um esquema de corrupção para aprovação de projetos de alteração de zoneamentos urbanos municipais. Segundo o MP-PR, o vereador cobrava propina para aprovar projetos desse tipo.

Com a decisão judicial, o suplente de Takahashi, Valdir dos Metalúrgicos, deixa de ocupar o cargo.

A defesa de Mário Takahashi disse que a autorização para retomar o mandato significa que o vereador já pode voltar ao prédio da Câmara. Quanto às outras proibições, como a de entrar no prédio da prefeitura ou entrar em contato com membros do conselho municipal da cidade, elas serão discutidas com a Justiça.

G1

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here