Governador defende construção conjunta de políticas e agenda positiva

42

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participou neste sábado (25), em Gramado (RS), da terceira reunião do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), que reúne os sete estados das duas regiões. Ele ressaltou que o fórum tem como prioridade a criação de políticas públicas e o debate de soluções entre os estados para assuntos de impacto econômico.

Ratinho Junior lembrou que o consórcio trabalha para construir uma agenda positiva para o Brasil. “Discutimos questões tributárias, queremos diminuir a guerra fiscal para que os estados não fiquem competindo entre si e acabem se prejudicando”, reforçou. “Essa é nossa responsabilidade, já que os estados do Sul e Sudeste respondem por cerca de 70% do PIB nacional”, concluiu.

No encontro, também foi divulgada a Carta de Gramado e formalizada a constituição de uma comissão gestora do Consórcio. Além de Ratinho Junior, participaram os governadores Eduardo Leite (RS), Carlos Moisés (SC), João Doria (SP), Renato Casagrande (ES) e Romeu Zema (MG). Do Rio de Janeiro esteve presente o vice-governador, Cláudio Costa.

Na carta, os governadores reafirmam o apoio às reformas estruturais e voltaram a falar sobre a Reforma da Previdência, com a manutenção dos estados e municípios na proposta em debate. O documento reforça a importância de o Brasil estabelecer metas para a modernização do agronegócio, para o avanço da indústria 4.0 e para a oferta de serviços baseados em tecnologias avançadas.

Compromisso

Ratinho Junior reafirmou o compromisso do Paraná com o equilíbrio fiscal, desenvolvimento sustentável e combate às desigualdades. Ele enfatizou a importância do trabalho em conjunto para atingir os objetivos.

“No Paraná, os consórcios municipais funcionam muito bem. Os recursos públicos são otimizados e agilizam soluções para problemas regionais. Portanto, essas reuniões de governadores do Sul e Sudeste facilitarão a nossa busca por respostas na área de gestão”, disse.

Previdência

Para Ratinho Junior, as mudanças na previdência são fundamentais para o País. “Nós estamos deixando claro nossa posição porque esse é um grande problema para o Brasil. Países europeus já tem o costume de repensar a previdência a cada 20 ou 30 anos. Essa medida é necessária para que o País volte a crescer e os estados a se desenvolver”, disse Ratinho Junior.

O governador gaúcho ressaltou que a condição de retomada econômica do Brasil passa por assegurar a investidores que o País não vai quebrar, e a Reforma da Previdência é essencial para isso. “Se não houver essa compreensão, fragiliza-se qualquer reestruturação econômica do Brasil”, declarou Eduardo Leite.

De acordo com o governador de São Paulo, João Doria, há unanimidade entre os governadores em relação à vinculação da Reforma da Previdência aos estados. “A desvinculação não é adequada e não corresponde aos interesses dos estados de legitimidade e cidadania”, disse.

Temas Nacionais

Na reunião, os governadores discutiram ainda o Programa de Equilíbrio Fiscal, abordaram temas de impacto econômico como a reforma tributária, precatórios, securitização da dívida e defenderam uma solução para a Lei Kandir.

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, e o secretário Especial de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, participaram do debate sobre o cenário econômico atual e as reformas em tramitação no Congresso Nacional.

Mattar ressaltou que entre as principais prioridades do governo federal estão a Reforma da Previdência, privatização das empresas estatais federais, reestruturação financeira dos estados, concessão de infraestrutura e redução da dívida.

O presidente do BNDES reforçou aos governadores do Sul e Sudeste que três eixos de investimentos são prioritários para o desenvolvimento do País: infraestrutura, inovação e pequenas e médias empresas. 

Comitê Gestor

Os governadores indicaram representantes do estados para compor o comitê gestor do Consud. Pelo Paraná, o interlocutor será o presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento (APD), Eduardo Bekin. A ideia é que eles possam dar encaminhamento as deifinições das reuniões, nos mais variados setores.

Mesas Temáticas

Os secretários de Estado de diversas pastas também se reuniram durante o encontro para debater assuntos de interesse das administrações estaduais abordando educação, saúde, infraestrutura, segurança pública, entre outros.

Cosud

O Cosud foi criado em março de 2019 com intenção de integrar dez áreas de trabalho dos sete estados: segurança, saúde, educação, turismo, sistema prisional, logística e transporte, combate ao contrabando nas suas diferentes áreas, desburocratização, desenvolvimento econômico e tecnologia e governos digitais. O consórcio representa 70% da economia do País e 108 milhões de habitantes.

Os governadores definiram que a quarta reunião do grupo será dia 13 de julho, em Vitória, capital do Espírito Santo.

Colaboração AEN

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.