quinta-feira, abril 18, 2024

InícioMorretesComércio de Morretes acumula prejuízos com interdições da Estrada da Graciosa

Comércio de Morretes acumula prejuízos com interdições da Estrada da Graciosa

Comerciantes de Morretes, no litoral do Paraná, acumulam prejuízos causados pelas interdições da Estrada da Graciosa (PR-410).Na última quarta-feira (4), a rodovia de acesso à cidade considerada um dos principais destinos turísticos do estado, voltou a ser totalmente fechada por novos deslizamentos.

No fim de novembro de 2022, uma trinca de quase 50 metros de extensão abriu na pista, interditando completamente a estrada. Em 20 de dezembro, o trânsito na rodovia chegou a ser retomado, mas no sistema pare e siga.

Na comunidade São João, que fica nos pés da Serra da Graciosa, o comércio e o turismo são os pontos fortes. Nos fins de semana, o movimento na região seria intenso.

Mas com a Estrada da Graciosa interditada, o cenário está diferente: rodovia vazia, sem turistas e prejuízos que se somam dia após dia.Nem mesmo o famoso barreado, que atrai tanta gente, tá sendo servido. Vários restaurantes estão de portas fechadas.Em uma pousada, que também é restaurante, metade das reservas foi cancelada. As portas antes abertas para servir refeições, foram fechadas à tarde, no dia que o atendimento iria até as 20h.A empresária Jéssica de Souza Bahnert Holleben Silva fala que em um sábado de movimento serviriam cerca de 300 refeições, mas neste foram apenas dez.

Sem gente pra atender, a comerciante Nilcelia Barbosa conta que só tem mantido a banca aberta por tradição, já que o comércio está na família há oitenta anos. Para não perder produtos, o filho saiu pra vender pra outros estabelecimentos.”Hoje ele colocou jaca, banana, e negociou na BR-277, onde tem banca, a preço de custo para não perder os produtos, porque vender não vai mesmo”, conta.

Em nota, o Departamento de Estradas e Rodagens do Paraná (DER-PR) disse que prepara novas avaliações para chegar a um diagnóstico das condições da rodovia. Porém, nas não deu nenhum prazo.A Prefeitura de Morretes disse que a cidade depende da estrada, principalmente na temporada, e que está em contato com o DER-PR para que a reabertura da via aconteça o quanto antes.O município disse também que a Secretaria de Assistência Social está à disposição para atender quem precisar de auxílio.

G1PR

ARTIGOS RELACIONADOS

MAIS POPULARES