O Governo do Paraná, por meio da Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social (Sudis) e a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, destina 1.500 cestas básicas a famílias de catadores de materiais recicláveis. A entrega é feita ao Instituto Lixo e Cidadania, que distribui os produtos.

São atendidas as cooperativas associadas, em 92 municípios paranaenses onde o Instituto Lixo e Cidadania tem com 2.953 famílias cadastradas. O Instituto também atende os trabalhadores catadores de materiais recicláveis que vivem em situação de rua.

LOGÍSTICA – A Cooperativa Rede Cata Paraná, de Curitiba, que também é uma das cooperadas com o Instituto Lixo e Cidadania, é responsável pela logística para que as 1.500 cestas básicas cheguem a todas as famílias nos 92 municípios.

Valdomiro Ferreira, presidente da Rede Cata Paraná, diz que a ajuda do Governo do Estado chega em boa hora, porque os catadores de materiais recicláveis também enfrentam dificuldades com a pandemia da Covid-19.

MAIS AÇÕES – A Sudis também tem reforçado o atendimento a comunidades tradicionais, em parceria com outros órgãos do Governo. Em maio, junto com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR-Paraná, foram entregues cerca de 1800 cestas básicas a famílias indígenas, quilombolas, ribeirinhos, ilhéus e pescadores artesanais da região Oeste do Paraná.

Outra entrega, desta vez de 9,4 mil cestas básicas, foi feita para comunidades quilombolas, indígenas, ciganos, pescadores artesanais, caiçaras e faxinalenses. Foram atendidos do Litoral, Vale do Ribeira, Centro e Oeste do Estado. A ação foi em parceria com a Defesa Civil, Conselho Estadual dos Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, Defesa Civil Municipal, Secretaria de Estado do Planejamento e empresas de transportes.

Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.