Na manhã desta terça-feira (24), o presidente da Câmara de Coxim, Vladimir Ferreira (PT), anunciou a devolução de R$ 100 mil para a Prefeitura comprar cestas básicas e distribuir entre as famílias carentes.

O presidente disse ainda que durante a vigência do decreto de calamidade pública, em decorrência do Coronavírus (Covid-19), estão suspensos pagamentos de diárias e verbas indenizatórias.

“Com a colaboração dos colegas vereadores, planejamos devolver R$ 500 mil durante essa crise. Esse recurso deve auxiliar a Prefeitura a enfrentar problemas sociais do nosso povo, principalmente daqueles que ficaram sem renda para se alimentar e pagar contas básicas”, declarou Vladimir.

Na contramão do que vive o mundo, a mesa diretora da Câmara de São Gabriel do Oeste queria votar um projeto que aumenta os salários de prefeito, vice, secretários e vereadores. Indignado, o vereador Rogério Rohr (PSB) denunciou o caso em suas redes sociais, através de um vídeo.

Ele deixa claro que seria contra, mesmo que o mundo não estivesse vivendo essas crises, de saúde, econômica e social. “Imagina no momento atual. Sou contra”, enfatizou. Conforme Rogério, o projeto deve ir a votação em sessão extraordinária até sexta-feira (27).

Caso o projeto em questão seja aprovado, o próximo prefeito, vice, secretários e vereadores vão custar R$ 606.907,20 a mais do que já custam atualmente. “Eu sei que ninguém trabalha de graça, mas também não precisamos ganhar mais do que já ganhamos”, frisou o parlamentar.

Hoje o salário do prefeito de São Gabriel do Oeste é de R$ 22.136,76 com aumento iria para R$ 23.650,90. Já do vice e dos secretários é de R$ 11.068,37 e passaria para R$ 11.825,44. O salário dos vereadores é de R$ 7.135,48 e com o reajuste seria R$ 7.596,68.

Ediçao MS


COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.