Secretaria confirma 104 mortes por gripe no Paraná

27

Foram três novas mortes, de mulheres acima de 60 anos, conforme boletim divulgado nesta quarta-feira (4); desde janeiro, são 527 casos confirmados de Influenza no estado.

O Paraná chegou a 104 mortes por gripe em 2019, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Três mortes a mais do que o balanço anterior.

Conforme o boletim, divulgado nesta quarta-feira (4), 53,85% das mortes foram de pessoas com mais de 60 anos.

As novas mortes confirmadas ocorreram em:

  • Curitiba: uma mulher de 93 anos;
  • São Mateus do Sul, no sul do estado: uma mulher de 82 anos;
  • Foz do Iguaçu, no oeste do estado: uma mulher de 78 anos.

Além da idade, considerada como fator de risco, as mulheres apresentavam outras doenças crônicas e não foram vacinadas.

Outros fatores apontados como risco para as complicações da Influenza são doenças cardiovasculares, pneumopatias, diabetes, doenças neurológicas, renais, hepáticas, hematológicas, obesidade e asma.

H1N1

De acordo com o boletim, o estado registrou 527 casos confirmados de Influenza. O vírus H1N1 é o subtipo em maior circulação, responsável por 446 casos. Apresentam mais ocorrências na:

  • Região Metropolitana de Curitiba, com 171 casos;
  • Foz do Iguaçu, no oeste, com 58;
  • Ponta Grossa, nos Campos Gerais, com 36;
  • Região de Maringá, no norte, com 25.

Prevenção

Os sintomas da gripe incluem febre alta acima de 38°, dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse. Conforme a Sesa, medidas simples podem prevenir a contaminação, como:

  • Higienizar frequentemente as mãos;
  • Cobrir nariz e a boca com a dobra do braço quando espirrar ou tossir;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Deixar os ambientes sempre ventilados;
  • Evitar tocar os olhos, nariz e boca;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;
  • Adotar hábitos saudáveis como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.
  • G1
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.