O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve nesta quinta-feira (02) a sede do Comando do Corpo de Bombeiros do Paraná, em Curitiba, e agradeceu o trabalho desempenhado pelas equipes da corporação durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus e o ciclone extratropical que atingiu o Sul do País nesta semana.

Ele saudou a assistência rápida, a dedicação e a ajuda desses servidores nesse momento de dificuldade. Hoje é o Dia Nacional do Bombeiro.

“Temos que agradecer a corporação nessa data importante. O Corpo de Bombeiros do Paraná é uma referência nacional. Isso vem da boa formação, bom preparo técnico. Nós queremos modernizar ainda mais essa estrutura. Os bombeiros foram fundamentais ao Estado nos últimos 100 dias, uma ação solidária, humanitária”, afirmou Ratinho Junior.

O governador também ressaltou a atuação das equipes da Defesa Civil e da Polícia Militar durante a pandemia e o contato direto com a população. “Criamos uma rede de solidariedade e conseguimos atender todos os municípios e as famílias que mais precisam com mantimentos, materiais de higiene e equipamentos de proteção individual. Os paranaenses reconhecem esses esforços das forças de segurança e dos bombeiros”.

Ele ainda destacou que o Corpo de Bombeiros é amigo do empreendedor e parabenizou a corporação pelo papel ágil no programa Descomplica, desenvolvido pelo Governo do Estado em parceria com a Junta Comercial, a Casa Civil e a Secretaria de Fazenda.

“Sem esse aval os empresários não conseguem atuar. Temos que ter um olhar para a geração de empregos, pensar coletivamente, ainda mais por causa da retomada da economia. Essa força-tarefa nos ajudará a alavancar novos empreendimentos”, complementou Ratinho Junior.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes, agradeceu os investimentos realizados em 2019 e 2020 com novas viaturas, ambulâncias, caminhões-tanque, plataformas de combate a incêndios e equipamentos.

“Agradecemos a deferência do governador. Fomos o primeiro Estado a ter Siate (Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência) e uma doutrina de combate a incêndio florestal, além de ajudar a formar profissionais dos outros Corpos de Bombeiros e da atuação em campo em desastres ambientais em Minas Gerais e no Pará”, afirmou. “As forças do Paraná têm tradição no País e esse reconhecimento ajudará a ampliar nosso trabalho”, disse o coronel Prestes.

O comandante-geral também citou que a atuação no programa Descomplica é um divisor de águas dentro da corporação. “Já estamos revendo as nossas normas e projetando o que o Estado vai poder fazer para ajudar a alavancar a economia. A tropa está feliz com esse reconhecimento. Estamos ajudando a sociedade em várias frentes e queremos avançar ainda mais”, acrescentou.

MEDALHA – O governador também recebeu a medalha João Carlos Pinkner, distinção do Corpo de Bombeiros para homenagear autoridades pelos serviços prestados ao Estado. O secretário de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos, o coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Fernando Schunig, e o chefe da Casa Militar, tenente-coronel Welby Pereira Sales, também receberam a honraria.

DIA DO BOMBEIRO – A primeira corporação de bombeiros no Brasil foi criada por Dom Pedro II em 2 de julho de 1856 e a data marca o Dia Nacional do Bombeiro. Em 1880, a corporação passou a ter organização militar e foram concedidos postos e insígnias aos seus componentes.

A corporação paranaense foi criada em 1912 pelo presidente do Estado, Carlos Cavalcanti. O primeiro quartel foi erguido em Curitiba, onde hoje é a Biblioteca Pública. Atualmente a corporação conta com três comandos regionais, 12 grupamentos, seis subgrupamentos independentes e o Grupo de Operações de Socorro Tático.

INVESTIMENTOS – Nos últimos meses o Governo do Estado reforçou a estrutura do Corpo de Bombeiros com a aquisição de 138 novos veículos, seis aparelhos desencarceradores (equipamento para resgatar vítimas presas em veículos acidentados), 20 caminhões Auto Bomba Tanque Resgate (ABTR), 20 ambulâncias, seis caminhonetes 4×4 e dois micro-ônibus. O investimento foi de R$ 30 milhões.

Além disso foram entregues três novas plataformas skylift, utilizadas no combate a incêndios em grandes alturas. Elas contam com escada e tanque de água com capacidade para 4 mil litros e foram adquiridas da Bronto Skylift, empresa finlandesa que venceu o processo licitatório. Essas plataformas alcançam até 54 metros de altura (um prédio de 18 andares) e ficarão em Curitiba, Londrina e Maringá, cidades mais verticais do Estado.

Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.